Α e Ω – O Princípio e o Fim

alpha-590755_1920-2A narrativa bíblica se inicia com uma pressuposição gigantesca: Deus é real e YHWH é o único deus que merece adoração. É inegável o fato de que a Palavra afirma a existência de outros deuses (Ex. 15:11, 18:11; Dt. 10:17; Jz. 11:24; II Rs. 1:3; Amós 8:14, etc). A Bíblia não afirma que eles existem em algum tipo de localização metafísica aonde eles guerreiam entre si; a Palavra afirma que estes deuses são reais, mas não verdadeiros. Para dár-los algum crédito: eles meramente existem, enquanto YHWH é. O ser de Deus deve ser razão suficiente para o adorarmos e ficarmos boqueabertos perante sua existência. Ele é a essência do ser, a suprema estrutura de tudo que há. Como se isso não fosse suficiente para depositarmos toda nossa confiança nele, mais uma razão pode ser dada: ele é o Alfa e o Ômega.

O Alfa

Deus é o Alfa, o início, a origem de todas as coisas. Enquanto o panteísmo afirma que tudo que existe é uma extensão do ser dos deuses, o cristianismo advoga a causa de que YHWH é a origem de tudo que existe. O merismo hebraico “céus e terra” encontrado em Genesis 1:1 expressa que não existe nada que tenha sido atualizado que não encontre seu fundamento e origem no Alfa. Paulo declara isso afirmando que tudo que é visível e invisível veio Dele (Col. 1:16-17), o que afirma as palavras de João a respeito do Filho do Homem em João 1. Sua soberania na criação inclui o fato de que todo ato que Deus realiza é intencional. Deus criou tudo que ele criou com um motivo, uma razão. Deus criou tudo que existe para trazer glória a si e para que pessoas pudessem ter um relacionamento com seu Criador. Esse ato criativo é prova de Sua liberdade libertária, pois poderia ter criado diferente, poderia não ter criado, e em ambas opções nada seria de perda ou ganho para Ele. Deus é transcendente na maneira como ele cria, mas imanente em suas intenções e em seu relacionamento com as coisas criadas.

O Ômega

Quando a Palavra apresenta Deus como sendo o Ômega ela está clarificando o papel de Deus no fim da história desde seu início (e cada parte no meio desta história). A história do mundo encontra seu ápice cataclísmico em Cristo, o Redentor de todos. Segue-se logicamente que redenção é inerente no ser de Deus e no seu papel. Deus redimi todos que estavam perdidos na queda que ele passivamente decretou com o objetivo de ostentar sua glória através do Messias. O Novo Céu e a Nova Terra são apenas dois exemplos que mostram que Deus está ativamente envolvido em seu plano para redimir todos a si.

Por Que?

É muito importante que a Bíblia comece com estas duas idéias e floreça o conteúdo a partir daqui. Se Genesis 1:1 afirma que Deus criou tudo que existe (tempo, espaço, matéria), a pergunta “por que?” é inevitável. A resposta vem mais adiante, e o leitor é chocado com o desejo de Deus de estar em meio ao seu povo quando ele graciosamente provê roupagem aos recém-caídos seres humanos (Gn. 3:21). Em uma linguagem bem antropomórfica, Deus cria roupas utilizando matéria (pela primeira e única vez no Antigo Testamento) para cobrir a pecaminosidade de Adão e Eva. Neste ato ele também implícitamente prediz o que Cristo viria a fazer: definitivamente cobrir os pecados de todos que o aceitem pela fé.

Um dos motivos pelos quais a Palavra começa com a criação é para apresentar as intenções de Deus com a mesma. Através disso, ele implicitamente prognostica o plano de Deus de remir um povo para si, com o fim de ter um relacionamento com eles em um Édem eterno (Ap. 22:1-2). Dois capítulos introdutórios que organizam o cenário para tudo que virá a acontecer no livro. Este tratado teológico apresenta um Deus que está em controle de tudo, que é a fundação estrutural de tudo, e que está disposto a redimir todos que se rebelaram contra ele.

The following two tabs change content below.
Natan de Carvalho é estudante de Teologia e Filosofia na Southeastern Baptist Theological Seminary, na Carolina do Norte. O Catarinense, de Jaraguá do Sul, agora reside em Raleigh, aonde congrega e serve na Crossroads Fellowship Church. Natan também está colaborando na tradução do Logos Bible Software para o Português. Completou o Intensivo Ministerial e Missionário com o minstério Clamor de Media Noche, e também cursou teologia no Instituto Teológico Batista Catarinense.

Latest posts by Natan de Carvalho (see all)

Tags: , , , , , , ,

%d blogueiros gostam disto: