Aristóteles e Molina – Um Resumo da Filosofia Teológica de Molina

Visto que muitas pessoas tem curiosidade sobre Molina, eu vou começar a fornecer alguns breves textos sobre Molina e sobre o Molinismo. Para essa semana, uma breve introdução de Kirk MacGregor a influência de Aristóteles em Molina. Por mais que muitos se assustem ou se escandalizem com o fato de um teólogo ter tido influência Aristotélica, eu ressalto que todos nós temos influências de filósofos não cristãos. A diferença é que muitos de nós não são organizados o suficiente para conseguir traçar nossas influências de volta a fonte. Sem mais desculpas, vamos ao que MacGregor fala sobre o tópico:

“No final de maio de 1558, Molina havia recebido seu mestrado em filosofia pela Universidade de Coimbra, um certificado que demonstrou sua profunda familiarização e domínio do trabalho de Aristóteles. Para resumir a profunda influência de Aristóteles em Molina vemos que ele por vezes utilizava-se de Aristóteles como seu plano de fundo para suas reflexões filosóficas. Utilizando a distinção Aristotélica de substâncias primárias e secundárias, Molina desenvolveu a noção de essências individuais, e afirmava que Deus conhecia cada essência individual como um objeto abstrato conceptualmente fundamentado na sua própria mente.

Da análise Aristotélica de proposições modais, Molina discerniu o papel de preposições futuras e contingentes em sua concepção de realidade, e concluiu que o valor de verdade cronolóficamente anterior a preposição futura e contingente não determina causativamente o valor de verdade de tal preposição. Como uma sombra que precede um objeto, o valor de verdade de contingências futuras “precede” as decisões livres de agentes relevantes que as atualizam. Logo, as ações livres de agentes relevantes são logicamente anteriores ao valor de verdade de contingentes futuros sobre os mesmos.

Baseando-se no requerimento Aristotélico que demanda que somente ações livrs, não coagidasou necessárias, podem ser dignas de louvor ou culpadas, Molina apresentou a doutrina da liberdade libertária, em oposição ao compatibilismo teológico de Lutero e Calvino.

Aristóteles provocou os pensamentos de Molina a respeito de propriedades e atributos, particularmente sobre a distinção e relacionamento entre atributos essenciais e relativos, e permanentes e temporáreos. Ao sintetizar a ética de Aristóteles com seu treinamento legal, Molina formulou um conceito de justiça que englobava o muito trabalho para boas leis, uma divisão justa dos benefícios sociais, e o sustento de virtudes indispensáveis para o bem comum.

Adotando o quadrilátero de causa de Aristóteles, Molina transformou a idéia de causa eficiente em causa primária, particular (direta), e comum (indireta). Molina declarava que Deus é a causa primária, direta ou indireta, de tudo que ocorre, e que Deus está isento de responsabilidade moral de qualquer evento que ele causa indiretamente. Molina deu um nome a causa indireta de Deus, que pode ser livremente usada por suas criaturas para bem ou mal, como concorrência comum.

Dada a discussão de potencialidade e atualidade de Aristóteles, Molina supôs que para cada essência individual, Deus (atemporalmente) conhece cada uma de suas potencialidades e como elas poderiam ser atualizadas em cada circunstância, que é o que Molina chamava de super-compreensão. Essa conclusão é fantástica, porque muitas destas essências agem, em parte, de maneira indeterminística, tais como essências humanas e vários fenômenos naturais.

Finalmente, Molina usou o entendimento errôneo de Aristóteles sobre a alma como seu ponto de partida para sua própria definição da alma como uma substância imaterial que possui personalidade, auto-consciência, razão, liberdade libertária, intencionalidade, e a habilidade de perceber realidades imateriais. Nesta definição, somente humanos, anjos, e Deus, possuem almas.”

Fonte: Kirk R. MacGregor. Luis de MolinaThe Life and Theology of the Founder of Middle Knowledge. Grand Rapids, Michigan: Zondervan, 2015.

The following two tabs change content below.
Natan de Carvalho é estudante de Teologia e Filosofia na Southeastern Baptist Theological Seminary, na Carolina do Norte. O Catarinense, de Jaraguá do Sul, agora reside em Raleigh, aonde congrega e serve na Crossroads Fellowship Church. Natan também está colaborando na tradução do Logos Bible Software para o Português. Completou o Intensivo Ministerial e Missionário com o minstério Clamor de Media Noche, e também cursou teologia no Instituto Teológico Batista Catarinense.

Latest posts by Natan de Carvalho (see all)

Tags: , , , , , , ,

%d blogueiros gostam disto: